O tráfego orgânico é um dos conceitos mais importantes para quem possui qualquer tipo de negócio na internet. Mais ainda para quem está começando ou construindo sua presença online.

A atração de tráfego orgânico acaba sendo consequência de estratégias ligadas ao Marketing de Busca (também chamado de SEM). Ou seja,  tem como foco a utilização de buscadores (como Google, Yahoo!, Bing etc) para a atração de pessoas.

Entenda agora a definição de tráfego orgânico e como o blog pode atuar nessa estratégia!

O que é tráfego orgânico?

O tráfego orgânico designa a fatia de visitantes que chega até seu site de maneira espontânea. Inclusive, o dicionário traz uma definição que se encaixa bem: orgânico significa algo “que remete ao desenvolvimento natural”.

Além disso, geralmente os visitantes orgânicos vêm através de pesquisas nos mecanismos de busca, como o Google. Mas há outras formas de conquistar tráfego orgânico, como por exemplo:

  • compartilhamento nas redes sociais (tráfego de social);
  • envio de conteúdos de blog para newsletter(tráfego de e-mail);
  • backlinks (tráfego de referência);
  • linkagem interna.

Ademais, é importante que fique claro que estamos falando aqui de apenas da atração de tráfego que não é patrocinada. Logo, marketing digital, é importante diferenciar tráfego orgânico de tráfego pago.

Ou seja, os visitantes oriundos de tráfego pago podem vir do mesmo lugar (pesquisas em mecanismos de buscas, redes sociais etc.), mas a estratégia é bem diferente.

Isso porque, para que um conteúdo (anúncio) seja impulsionado e gere tráfego pago, é preciso colocar dinheiro em determinadas plataformas e sites, como:

  • Google Ads;
  • Facebook Ads;
  • Youtube Ads;
  • LinkedIn Ads.

Mas isso é assunto para outro post. 🙂

Qual o papel do blog na estratégia de tráfego orgânico?

Como falei antes, há várias formas de atrair tráfego orgânico para seu site.

A maioria delas gira em torno de uma estratégia centrada em criar conteúdo de qualidade para blog.

Pense no blog como uma porta de entrada. Por ela, chegam novos visitantes que têm interesse nos assuntos que você trata e, provavelmente, no produto que você oferece.

Você cria uma persona e disponibiliza conteúdo otimizado (SEO) de acordo com seus interesses e preferências. Esta é uma das premissas do Inbound Marketing.

Isso quer dizer que as estratégias são voltadas para atrair o público até você. Ou seja, atrair ao invés de correr atrás dele com anúncios e ações mais invasivas.

→ Leia o conteúdo “Diferença entre Inbound e Outbound Marketing” no blog da Mateada!

Por que investir em tráfego orgânico?

Atingir números expressivos em tráfego orgânico é o sonho de qualquer pessoa que tenha um site. Ou quem trabalha com Marketing de Conteúdo e aposta nesta estratégia para melhorar seus resultados.

Mas, a verdade é que o custo-benefício é uma das maiores vantagens.

Ou seja, não é que o investimento seja nulo. Afinal, pesquisar palavras-chave, planejar, redigir, otimizar e publicar conteúdos demanda tempo e dinheiro.

Porém, o custo disso tudo é significativamente mais baixo quando você compara com outras estratégias. Por exemplo, com o investimento necessário para impulsionar anúncios (a longo prazo).

As estratégias voltadas para conquistar tráfego orgânico também são mais escaláveis e duráveis. Sendo assim, os resultados são mais sólidos, porque visam o crescimento contínuo.

Por outro lado, conteúdos em forma de anúncios só geram tráfego enquanto você está pagando.

Conclusão

Enfim, dê uma atenção especial para as estratégias de tráfego orgânico no seu site.

O esforço vale a pena quando você percebe o potencial de atrair leads qualificados e construir relacionamento com seu público. 😉

Quer aprender mais sobre tráfego orgânico? Confira todos os nossos conteúdos da categoria Atrair mais tráfego aqui no Blog de Marca.

Bons estudos!