Se você tem um negócio e quer melhorar os resultados através das postagens no seu blog, está na hora de conhecer o remarketing!

O remarketing é uma estratégia bacana para recapturar os leitores que foram embora da sua página sem tomar a ação que você esperava. Ou seja, você ganha uma chance de recuperar seus potenciais clientes. Interessante, né?

Mas o que significa remarketing?

Como o nome sugere, remarketing quer dizer “fazer marketing novamente”. Em outras palavras, significa reimpactar ou atingir de novo uma pessoa (ou um grupo de pessoas) com uma nova estratégia.

Uma das táticas mais comuns do remarketing é a de veicular anúncios segmentados para pessoas que já visitaram um site, mas por algum motivo não converteram. Funciona assim:

  • o cliente em potencial visita um site.
  • o site lança um código de rastreamento no navegador desse usuário.
  • o usuário sai do site sem efetuar nenhuma compra ou seguir uma chamada à ação.
  • o código de rastreamento segue o usuário, à medida que ele continua navegando na web, mostrando anúncios da marca, produto ou serviço relativo àquele site.
  • os anúncios incentivam o usuário a retornar ao site e concluir a compra ou efetuar a chamada à ação, transformando-o efetivamente em lead ou cliente.

Para que serve o remarketing?

A finalidade do remarketing é promover um produto ou oferta específica e atingir uma determinada meta de conversão, como geração de leads ou aumento de vendas.

Nos e-commerces, por exemplo, os anúncios de remarketing podem ser usados ​​para recuperar potenciais clientes que deixaram carrinhos abandonados e fazê-los efetuar a compra.

Tipos de remarketing

Os principais tipos de remarketing são:

  • Remarketing em vídeo: seus anúncios são exibidos como anúncios em vídeo precedentes no YouTube e em outros parceiros de exibição do Google para pessoas que já visitaram seu blog.
  • Remarketing de pesquisa (Google Ads): seus anúncios são exibidos na parte superior dos resultados dos mecanismos de pesquisa quando alguém que já visitou seu blog pesquisa termos ou serviços específicos.
  • Remarketing de exibição (anúncios do Google): seus anúncios são mostrados aos usuários como anúncios de exibição em outros sites da rede de anúncios gráficos do Google.
  • Remarketing de mídia social: você pode usar o remarketing do Facebook ou do Instagram, por exemplo, para veicular anúncios a pessoas que visitaram seu blog enquanto navegam nos canais de mídia social e sites de parceiros.

O que seu blog tem a ver com tudo isso?

Você deve estar se perguntando como seu blog pode atuar numa campanha de remarketing. Pois a chave dessa estratégia está justamente no conteúdo que você publica.

Quando os visitantes chegam ao seu blog, você pode adicioná-los a uma lista de público-alvo com base nos seus interesses – avaliando, é claro, os conteúdos que eles acessam.

Depois, a tarefa é configurar uma campanha para segmentar as pessoas dessa lista e direcionar anúncios relevantes, que serão exibidos enquanto elas navegam na web (conforme explicamos lá no início do post).

Conclusão

Além de ser uma ótima estratégia para recuperar potenciais clientes perdidos, o remarketing também é capaz de aumentar o retorno sobre investimento (ROI) dos seus gastos com anúncios.

Mas lembre-se que, para essa estratégia dar certo, você precisa ser cuidadoso no trabalho de captar informações sobre seus leitores e segmentar esse público. Afinal, a ideia é sempre direcionar seus esforços para as pessoas certas, ok?

Garanto que você verá seu blog e, consequentemente, o seu negócio colherem resultados cada vez melhores. Boa sorte! 😉

Veja também como aumentar as vendas do seu e-commerce com 4 ações básicas!