Se você busca melhorar seus conteúdos para blog, é importante entender o que são gatilhos mentais e como utilizá-los na elaboração dos seus textos.

Como nós criamos o Blog de Marca para tirar dúvidas e dar dicas sobre a criação de conteúdo para blogs, hoje eu vou apresentar 5 gatilhos mentais mais usados em textos desse tipo.

O que são gatilhos mentais?

O conceito de gatilho mental surgiu na área da psicologia e hoje também é utilizado no marketing como estratégia de conversão. A ideia básica é a seguinte: o cérebro desenvolve padrões na tomada de decisões com o intuito de poupar energia.

Ou seja, foi constatado que estímulos específicos disparam comportamentos fixos em animais e humanos. A partir desse conhecimento, foi possível identificar formas de disparar intencionalmente esses comportamentos.

Os gatilhos mentais, portanto, são nada mais do que formas de acionar padrões de comportamento reativo no ser humano, explorando-o para alcançar o objetivo desejado.

Quais são os gatilhos mentais mais usados em blog?

Agora que você entendeu o conceito de gatilho mental, vamos ver quais são os mais comuns e como usá-los em conteúdos para blog?

1. Urgência

O primeiro gatilho é a urgência. Para convencer alguém a realizar uma ação imediata, é preciso explorar o “fator tempo”! Por exemplo, mostrar que um produto ou serviço tem prazo limite para ser adquirido.

Esse é um gatilho muito eficiente, pois uma das piores sensações para o ser humano é a impossibilidade de escolher ou de conseguir algo.

Assim, caso ele demore a tomar uma decisão, não poderá mais optar por aquele produto ou serviço. Então é necessário agir o mais rápido possível.

2. Reciprocidade

O gatilho de reciprocidade é considerado a base do Inbound Marketing. A ideia é que, ao criar conteúdos para seu blog, você tenha como objetivo tornar a vida do leitor mais simples e gerar algum tipo de lucro a partir do que está oferecendo.

Assim, é importante que o leitor sinta que você está querendo ajudar e não simplesmente vender um produto ou serviço. Com isso, a conversão será feita de forma natural, como uma forma de resolver o problema do usuário oferecendo uma solução.

3. Escassez

A expressão “se fosse fácil não teria graça” pode servir ao universo do marketing, principalmente como forma de gatilho mental. No mundo dos negócios, quanto mais difícil é adquirir algo, mais valioso ele parece ser.

Assim, se você der a sensação de que sua oferta é escassa, usando também o gatilho de urgência, seu cliente vai entender que não pode perder a oportunidade.

4. Autoridade

O gatilho da autoridade explora a tendência de as pessoas serem influenciadas por quem consideram superior a elas. Pode ser muito eficaz, mas deve ser usado com cuidado.

Se o autor não entende direito sobre o que está falando, as pessoas podem ter uma visão errada sobre ele ou a empresa. Assim, esse gatilho pode acabar prejudicando a estratégia de marketing.
Demonstrar autoridade no que você está escrevendo é essencial, mas é necessário ter cuidado com as palavras, evitando conclusões erradas sobre determinados assuntos.

5. Novidade

O último gatilho, porém não menos importante, é o da novidade. A ideia é simples: é preciso trazer algo novo para justificar a escolha do seu produto ou serviço e se diferenciar do restante do mercado.

Crie conteúdos funcionais com os gatilhos certos!

Agora você já sabe o que são gatilhos mentais e quais são os mais utilizados em conteúdos para blogs.

O melhor é que você pode usar um de cada, ou todos juntos, do jeito que achar melhor, para tornar seus textos melhores e mais estratégicos. Lembre que a prática é sempre o melhor caminho.

Até a próxima!