Black Hat SEO: o que é e por quê evitá-lo no seu blog?

By | Atrair mais tráfego

Analista de SEO não faz Black Hat

Assim como existem boas práticas de SEO, também existem aquelas que devem ser evitadas, por isso é essencial compreender a diferença entre elas. É aí que entra o conceito de Black Hat SEO!

Neste post você vai entender um pouco mais sobre Black Hat SEO e como evitá-lo para criar conteúdos para o seu blog de forma limpa e que gerem maior alcance das suas páginas nos mecanismos de busca.

O que é Black Hat SEO?

Quando as páginas web começaram a ser classificadas pelo Google de acordo com o pagerank, tornou-se importante compreender o que é SEO.

Search Engine Optimization é um conjunto de estratégias que torna um site mais amigável para o Google e outros mecanismos de busca, levando em conta aspectos do código, do conteúdo e a popularidade do site.

Existem diversas técnicas de SEO, mas por ora, vamos nos ater ao Black Hat SEO, que é um conjunto de regras consideradas “sujas”.

De forma resumida, essa técnica de SEO desconsidera os princípios e as recomendações do Google ao focar mais nos motores de busca do que em oferecer conteúdos de qualidade para os usuários.

Para você entender melhor, veja as práticas de Black Hat SEO mais conhecidas (e que você deve evitar!):

  • keyword stuffing (repetição de palavras-chave);
  • texto escondido;
  • links escondidos;
  • doorway pages (páginas de entrada sem valor para o usuário);
  • cloaked pages (páginas camufladas);
  • link farming (grupo de páginas com links para o mesmo site);
  • spam em comentários de blog;
  • compra de links;
  • troca de links;
  • entre outras.

Por que é preciso cuidar com o Black Hat SEO?

Como as técnicas de Black Hat SEO não focam em entregar conteúdo de qualidade para os usuários, seu blog pode receber duras penalizações dos mecanismos de busca.

Por exemplo, suas páginas podem não aparecer entre as primeiras e há chance de serem banidas dos buscadores.

Então, é preciso ficar atento ao Black Hat SEO para evitar cometer deslizes e ser punido. Às vezes, uma simples distração ou mesmo a falta de conhecimento podem prejudicar todo o seu trabalho.

White Hat SEO

Por outro lado, existe o White Hat SEO, que nada mais são do que as boas práticas para otimização de sites.

Com o White Hat, você joga de acordo com as regras e recomendações do Google, tendo como foco oferecer conteúdo de qualidade para o usuário.

Veja algumas das boas práticas de otimização que compõem o White Hat SEO:

  • conteúdo útil e relevante para o público-alvo;
  • inserção de links de forma natural;
  • palavras-chaves bem colocadas no contexto;
  • boa densidade de palavras-chave (evitando repetições em excesso);
  • cuidados com a gramática e a semântica do texto;
  • URL amigável;
  • entre outros.

Conclusão

Fazer Black Hat SEO em seu blog pode até gerar resultados imediatos demandando pouco esforço, mas eles não se sustentam.

Por isso, pensando em uma estratégia de conteúdo a longo prazo, não vale a pena tentar burlar as regras para aparecer no topo das pesquisas rapidamente. O custo pode ser muito alto.

Quer saber mais sobre como produzir conteúdo que pode te ajudar a melhorar seu ranqueamento sem usar Black Hat nos mecanismos de busca? Leia o conteúdo sobre SEO para blog aqui no Blog de Marca.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *