A maior parte das empresas já sabe que um bom posicionamento orgânico nos mecanismos de busca gera mais resultados. Afinal, impacta diretamente as visitas no site, a visibilidade da marca e, claro, o faturamento. Mas quais são os principais critérios de ranqueamento no Google?

É como se o buscador tivesse uma lista e analisasse cada um dos itens para determinar as páginas de melhor qualidade, a fim de incluí-las nas posições de destaque. Entre eles, podemos citar conteúdo relevante, autoridade de domínio e velocidade de carregamento do site.

Mas não se esqueça de que o Google atualiza constantemente tais fatores, por isso, é indispensável acompanhá-los para se manter bem posicionado.

No post de hoje, confira 7 critérios de ranqueamento no Google que devem ser sua prioridade. Boa leitura!

1. Produção de conteúdo

A produção de conteúdo é um dos fatores mais importantes de ranqueamento no Google. Por isso, não é novidade que produzir conteúdo de qualidade é essencial para qualquer site ou blog, independente do seu ramo. Invista em materiais que apresentem informações realmente interessantes para seu público.

2. Backlinks

Os backlinks são fundamentais para a autoridade de domínio e, consequentemente, para o posicionamento do site. Apesar de a técnica de linkar ou ser linkado continuar bem forte, lembre-se de que o Google identifica o que é um texto, de fato, bem trabalhado.

3. Autoridade de domínio

O posicionamento da página também é influenciado pela autoridade de domínio. Existem sites, como o Open Site Explorer, que ajudam a saber como está o seu site em relação a esse critério. Dessa forma, você pode saber quais pontos devem ser melhorados.

4. Rejeição da página

Não adianta o visitante entrar no seu site e não interagir, certo? O Google interpreta isso como negativo, o que piora a sua posição. Assim, para atrair a atenção do público certo, invista em conteúdos de qualidade. Parece repetitivo, mas é para deixar isso bem claro!

5. Tamanho do conteúdo

E quem disse que tamanho não é documento? Esse item é muito importante de ranqueamento. Embora o buscador diga que não existe um tamanho ideal para o conteúdo, textos com mais de 1.000 palavras ganham mais pontos do que os de 500. Afinal, eles costumam aprofundar mais o assunto.

6. Velocidade de carregamento

Todo mundo já passou por uma situação dessas: pesquisar algo, clicar no site e ter que esperar um tempão para carregá-lo. A reação de qualquer um é passar para o próximo, não é mesmo? Por isso, a velocidade de carregamento deve ser levado em conta.

Elimine scripts, diminua as imagens e dê uma olhada na qualidade do seu CSS. Tais aspectos fazem diferença no peso do seu HTML e na velocidade de carregamento da página.

7. Uso de palavras-chave

O uso indiscriminado de palavras-chave acaba sendo prejudicial, assim, é válido encontrar um equilíbrio nisso. Uma dica é utilizá-las no título e ao longo do texto.

Se você chegou até aqui, já sabe os 7 critérios que devem ser seguidos para conseguir um bom ranqueamento no Google. Com certeza, eles vão ajudar o seu site a se destacar da concorrência, tornando sua marca mais visível ao público!

Gostou deste post? Aproveite a visita e leia também “Vale a pena contratar uma agência de conteúdo?”!