Se você anseia pelo sucesso de seu blog, com certeza, já deve ter se deparado com a sigla SEO durante suas pesquisas, não é mesmo? Para acabar com todas as suas dúvidas, neste post iremos explicar o conceito do termo, destacar a importância do SEO para blog e ainda dar algumas dicas para você dominar o assunto.

 

O Conceito básico de SEO

Em inglês, a abreviação significa search engine optimization. Já em bom português, otimização de sites para mecanismos de buscas, com base em uma palavra-chave (termo de busca).

Quando a página de um site, ou o post em um blog, está bem otimizado, automaticamente ele obtém um bom posicionamento nas páginas de resultados de mecanismos como Google e Bing. Com isso, o número de visitas orgânicas (sem custos) tende a crescer, junto da credibilidade de seu site/blog.

Para você entender melhor a importância de seu blog aparecer na primeira página do Google, confira os seguintes dados:

  • Os 3 principais resultados orgânicos capturam 61% dos cliques, sendo que o 1º lugar atrai 32,5%, o 2º atrai 17,6% e o 3º atrai 11,4%;
  • Anúncios pagos (pagamento por clique) recebem 10% de cliques;
  • Menos de 10% das pessoas avançam para o Page 2.

Ok! Entendi o valor de boas posições orgânicas e porque o meu blog deve estar ali. Mas, como eu otimizo perfeitamente o meu post?

O primeiro passo para essa resposta, é compreender como os mecanismos de buscas indicam essas posições.

 

Quais são os fatores de ranqueamento orgânico?

O Google utiliza mais de 200 fatores de ranqueamento, tornando a tarefa de dominar todos eles praticamente impossível. Entretanto, alguns são claros e essenciais para uma boa estratégia de otimização.

Listamos para você os principais deles e explicamos como realizar uma boa otimização em seu blog, ou site, com cada um. Confira abaixo:

 

Defina uma palavra-chave e utilize-a em pontos específicos

O primeiro passo para otimizar uma publicação (ou página) é definir qual palavra-chave será utilizada como principal guia para desenvolvimento de todo o conteúdo. Para isso, é necessário realizar uma pesquisa para encontrar o termo que melhor converse com seus potenciais leitores.

Uma dica nessa pesquisa é não focar apenas em palavras-chave curtas e que possuem grandes números de buscas. Trabalhar com frases-chave (termos long-tail) também pode gerar bons resultados para você, já que são mais específicas e possuem baixa concorrência.

Com ela definida, procure utilizá-la nos seguintes pontos:

 

Título (title)

É o primeiro item lido pelos mecanismos de buscas, sendo assim o mais importante. O uso da palavra-chave aqui é mais do que obrigatório e de preferência entre os 65 caracteres iniciais do mesmo. Esse é o limite de exibição do Google, por isso, evite títulos muito longos.

 

URL

A URL da página também é verificada pelos motores de buscas nos primeiros instantes do rastreamento. Lembre-se de incluir a palavra-chave aqui, mas não hesite em tornar a URL mais agradável, direta e não muito longa.

 

Meta Description

Aqui, o uso da palavra-chave não é obrigatório, já que não influencia diretamente no ranqueamento orgânico. Entretanto, a meta descrição é o contato mais publicitário com o seu potencial visitante e se ele visualizá-la, as chances de visitar o seu site são maiores.

 

Saiba como desenvolver um conteúdo de qualidade

Atualmente, o conteúdo é talvez um dos principais fatores do SEO para blog. Os mecanismos de buscas exigem artigos originais e de qualidade. E para desenvolvê-los, é importante seguir os seguintes itens:

 

Presença da Palavra-Chave

Assim como os itens apontados anteriormente, a palavra-chave obrigatoriamente também deve estar presente no conteúdo que você irá escrever. De preferência, utilize-a no primeiro parágrafo e nos subtítulos (heading tags) do seu texto. Mas, atente-se a esta dica muito importante: não abusa na repetição exata da palavra. Essa prática é vista negativamente pelos motores de buscas e podem gerar punições ao seu site. Para evitar isso, use e abuse de sinônimos ou variações dela.

 

Conteúdo Escaneável

Devido aos modos atuais de consumo de conteúdo digital, ter em seu blog um conteúdo escaneável é mais do que necessário. Afinal, o visitante navega brevemente pela sua página e ao conferir determinados pontos, pode se convencer da qualidade de seu conteúdo e voltar ao topo da página para iniciar a leitura do artigo.

Para isso, alguns pontos são necessários serem seguidos para criar um conteúdo agradável aos usuários, como:

  • Dividir o conteúdo em subtítulos;
  • Não escrever parágrafos muito longos;
  • Apresentar outros tipos de mídia em seu texto, como fotos e vídeos;
  • E aplicar técnicas de formatação.

Mesmo não sendo um fator direto de ranqueamento, se seguido corretamente, ele auxilia em muito o seu SEO e melhora a experiência do usuário. Aqui você confere 5 dicas para desenvolver um conteúdo escaneável.

 

Linkagem Interna

Receber links de sites relevantes e bem vistos pelos mecanismos de buscas é essencial para melhorar o desempenho do SEO para blog. Entretanto, o que pouca gente sabe e faz, é que vincular esses links internamente também.

Os pontos cruciais para essa prática é manter os seus visitantes por mais tempo em seu site, ao mesmo tempo em que aponta a relevância de algumas páginas para determinadas palavras-chave. Então, lembre-se! Sempre que possível aponte um link com um termo relativo a outra página de seu blog.

 

Faça o seu blog ser amigável aos dispositivos móveis

Desde de 2015, o Google assumiu que favorece os sites amigáveis aos dispositivos móveis. O motivo principal é o aumento, e atual parcela de pessoas que utilizam celulares e tablets para realizarem suas pesquisas na internet.

Com isso, priorizar esse ponto e colocar um layout responsivo em seu blog é mais do que obrigatório, senão será mais difícil o seu blog aparecer com bons posicionamentos orgânicos nos nos mecanismos de buscas.

Com tudo isso aprendido, o seu blog já apresentará sinais de uma boa otimização.

 

Como saber se fiz corretamente o SEO para blog?

Essa pergunta não é tão complicada de ser respondida, caso você se atente a tudo que foi apontado nesta publicação. Mas, caso você não sinta seguro em relação ao trabalho de SEO para blog que realizou, um plugin WordPress poderá te auxiliar.

O Yoast SEO realiza uma análise técnica apontando o que está correto e o que necessita de melhorias em sua publicação, como por exemplo a porcentagem de repetição da palavra-chave ou onde ela poderá ser inserida para um melhor desempenho.

Além disso, o plugin também realiza uma análise de legibilidade, te auxiliando no desenvolvimento de um conteúdo escaneável e que agrade a experiência do seu leitor visitante.

 

Conclusão

Com todas essas dicas, você já possui conhecimento básico de SEO para blog e está pronto para aplicar em suas publicações! Caso tenha alguma dúvida, entre em contato com a gente ou deixe um comentário. Até a próxima!