“Qual a direção a ser tomada no que corresponde à minha produção de conteúdo para topo de funil?” Essa é uma dúvida comum e bastante recorrente em boa parte das empresas que ainda estão se ambientando ao marketing digital.

Entender o que se deve publicar nessa é etapa é fundamental. Afinal, é por meio dela que se conquistam as pessoas que estão apenas começando a sua jornada de compra.

Neste artigo, apresentaremos como deve ser a produção de conteúdo para topo de funil e quais são os formatos mais viáveis.

O que é o topo de funil?

Em primeiro lugar, nada mais justo do que esclarecermos o que é o topo de funil, também conhecido como “ToFu”. De forma clara e objetiva, estamos nos referindo à parte mais larga do funil de vendas, que representa o estágio de reconhecimento.

É nesse momento em que os possíveis clientes ficam sabendo que têm um problema ou necessidade para resolver. Preste atenção no composto “possíveis clientes” que acabamos de citar.

A questão a ressaltar, nesse caso, é que no topo de funil você receberá o maior número de visitantes. Porém, a maioria deles não resultará em uma venda. Portanto, somente uma pequena parcela do todo se tornará de fato parte da sua clientela.

Mesmo assim, fazendo um paralelo, quanto maior a quantidade de pessoas no topo de funil, teoricamente, maior também será o número que chegará ao fundo. Ou seja, mais vendas.

Como deve ser a produção de conteúdo para o topo de funil?

Quando se pensa na produção de conteúdo para essa etapa, a ideia é se manter em materiais com linguagem clara e de fácil acesso, cujos assuntos sejam mais generalizados.

Para atrair pessoas para o topo de funil, aposte na disseminação de conteúdos educativos. Nesse sentido, não se deve mencionar os seus produtos e/ou serviços, mas oferecer informações que se relacionem a eles de alguma forma.

Assim, quando alguém estiver na internet pesquisando por um assunto relacionado ao que o seu negócio oferece, seus conteúdos podem ser escolhidos como uma fonte de informação. É por essa razão que eles devem ser produzidos com o máximo de qualidade, pois esse fator os diferenciará perante todos os outros materiais que abordam os mesmos temas.

Que tipos de conteúdos são viáveis?

Antes de concluirmos, vamos aos tipos de conteúdos que são viáveis para as produções de topo de funil. Como foi dito, esse é o estágio “responsável” por atrair o maior número de visitantes e deve focar em materiais educativos.

Assim sendo, além dos tradicionais artigos do blog, e-books, infográficos, vídeos e newsletters também podem ser considerados. Lembre-se de utilizar os CTAs (call-to-action) como formas de fazer com que os conteúdos auxiliem as pessoas a seguir para a próxima fase, o meio do funil de vendas.

Por fim, não se esqueça de divulgá-los nas mídias sociais. Diante do imenso volume de tráfego que pode ser gerado nesse tipo de canal, não aproveitá-lo é um grande erro.

O que você achou deste artigo sobre a produção de conteúdo para topo de funil? Gostou? Então siga e acompanhe as nossas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram, Twitter e YouTube!