O conteúdo é peça fundamental, imprescindível, em qualquer estratégia de marketing digital. Porém, conteúdo por conteúdo, geralmente não gera uma grande conversão. Isso por que, em muitos casos, as pessoas consomem o conteúdo, mas não criam um vínculo com a empresa. Isso faz com que toda a estratégia, fique comprometida, pois não criamos relacionamento. Por isso, ter um bom CTA em seu conteúdo, é fundamental.

Mas CTA é algo que ainda não está claro na mente de algumas pessoas. Afinal, o que é CTA? Como usá-lo corretamente?

 

O que é CTA?

CTA significa call to action, ou seja, uma chamada para a ação. Ele é, em termos práticos, a chamada para a ação, que planejamos para determinado conteúdo. Mas como assim, chamada para ação? É bem simples de entender o conceito. Imagine que você leu um artigo que te interessou bastante. Você, de alguma forma, se conectou ao conteúdo. Então, você tem maiores chances de se interessar por quem o gerou, não é? Então, se houver uma chamada interessante, você irá, de alguma forma, se conectar a empresa ou pessoa que gerou tal conteúdo. Neste ponto que entra o call to action.

Esta chamada para a ação, pode ser um pedido de curtida nas redes sociais, um compartilhamento, uma inscrição na newsletter, uma inscrição no canal no YouTube ou qualquer outra ação que você desejar.

Isso, quando o CTA se refere a uma ligação entre a empresa e o leitor. Podemos também, ter CTAs que estão ligados a venda propriamente dita. Por exemplo, um artigo falando de determinado produto, pode ter um CTA com um link para a compra do produto. Ou então, quando estamos falando de um serviço, um CTA para que o leitor entre em contato com a equipe, para ter mais informações.

Outra possibilidade, é um CTA para alguma ação externa, como ligar para a equipe ou ir até uma loja, dependendo da forma como o negócio é organizado. O CTA precisa estar atrelado a forma como a estratégia de marketing foi criada. Afinal, usar um CTA diretamente para um produto, em um conteúdo de topo de funil, por exemplo, não trará o resultado esperado.

Por isso, CTA não é apenas uma chamada, mas sim, uma estratégia, que precisa ser pensada de acordo com o que se espera com cada tipo de conteúdo. Um CTA mal usado, pode fazer com que você perca leads, não tenha um resultado que espera e consequentemente, compromete os resultados de sua estratégia.
Por isso, muito mais do que usar um CTA, é importante usar ele de uma forma inteligente e estratégica.

 

Como usar o CTA da forma correta?

O primeiro ponto para usar corretamente o CTA, é pensar que tipo de ação você gostaria que sua audiência fizesse ao consumir seu conteúdo. Por isso, é muito importante ter uma exata noção do objetivo de cada conteúdo. Afinal, se você não sabe por que está gerando tal conteúdo, como poderá definir corretamente qual o objetivo de cada CTA? Neste sentido, fica claro que o primeiro passo para usar corretamente o CTA, é ter um bom planejamento de conteúdo. Caso contrário, não há como ter clareza exata da função dele, no seu contexto de marketing digital.

Falando especificamente do CTA, temos que levar em conta alguns pontos:
Que tipo de CTA iremos usar
Onde usar o CTA?
Quantas vezes usar o CTA durante o conteúdo
Que linguagem usar
Qual estímulo será dado para a ação?

Vamos falar de cada um deles, de forma mais específica!

 

Que tipo de CTA usar?

O CTA pode ser de venda, de relacionamento ou de consumo de mais conteúdo. Neste ponto, tudo depende de sua estratégia. No geral, em conteúdos de topo de funil, aqueles mais gerais, sem tanta especificidade, usamos CTAs de relacionamento. Inscrição na lista de e-mail marketing, curtidas na página, inscrições no canal e outros, que vão criar uma ligação entre a audiência e a empresa.

O de venda é usado geralmente em conteúdos, e-mails ou postagens focadas no fundo do funil. Ou seja, são usados quando queremos mostrar algo mais específico para nosso leitor.

O CTA de consumo de mais conteúdo pode ser usado da mesma forma que o conteúdo de relacionamento. Neste caso, mostramos que a empresa gera mais conteúdo e pede para que o leitor acompanhe o que já foi produzido.

 

Onde usar o CTA?

Este é um ponto importante. Afinal, se usarmos o CTA em um local onde haverá menos engajamento ou então, menos leitura, ele não terá o mesmo efeito. É muito comum usarmos o CTA ao final do conteúdo, após ter entregue valor para a audiência. Porém, isso não é via de regra. Em vídeos, por exemplo, podemos usar o CTA no início, onde teremos mais pessoas assistindo.

Falando especificamente de blogs, temos uma maior propensão a usar o CTA no meio ou no final do conteúdo, por questões estratégicas e de melhoria da experiência do usuário.

 

Quantas vezes usar o CTA durante o conteúdo

Se o conteúdo é direto, curto, usamos apenas uma vez. O CTA não pode ter mais destaque do que a qualidade do conteúdo. Porém, em conteúdos longos, podemos sim usar mais de uma vez o CTA. Principalmente se você tem mais de um objetivo. Por exemplo, podemos usar no meio do conteúdo, um CTA para o download de um e-book e no final, um para que a pessoa se inscreva na newsletter, curta a página ou conheça outros conteúdos.

 

Que linguagem usar

A mais direta possível. O CTA deve ser claro e objetivo. Se você quer que as pessoas recebam e-mails seus, peça para que ela se inscreva para receber um conteúdo exclusivo. Seja direto e claro na linguagem do CTA, para que o leitor saiba o que fazer, sem maiores percalços.

 

Qual estímulo será dado para a ação?

Para que uma pessoa seja motivada a tomar a decisão de uma ação, ela precisa de algum estímulo, não é? No CTA não é diferente. Precisamos ofertar algo para que as pessoas tomem a ação que buscamos.

Seja mais conteúdo, algo exclusivo ou a compra de um produto, precisamos estimular as pessoas com alguma coisa, para que ela tome a decisão correta.

Estas são algumas das maneiras de usar o CTA em seu blog e ter muito mais resultados! Ele deve ser pensado de uma maneira que atinja a audiência com eficiência, de uma forma que gere valor e traga bons resultados!

Para finalizar, vou usar um exemplo prático de CTA nesse post: Gostou desse conteúdo? Então compartilhe nas redes sociais.