Algumas empresas produzem posts, mas não percebem uma evolução significativa na geração de leads e nem na conversão. Elas sabem que estão fazendo um conteúdo rico e útil, mas de quase nada está adiantando. Se isso estiver acontecendo com você, não precisa se desesperar e nem desistir do marketing digital!

Alguma coisa pode estar errada na sua estratégia para o funil de vendas. Então, vamos ensinar sobre o funil de vendas e apresentar os 4 erros mais comuns que afetam diretamente o seu resultado. Vamos lá!

Entenda as etapas do funil de vendas

Não basta produzir conteúdos deliberadamente! É preciso guiar-se por uma estratégia de acordo com as etapas do funil, e cada uma delas tem um objetivo especial na jornada de compra do leitor. Vamos falar sobre elas:

Topo

É a etapa onde o leitor precisa entender que tem um problema. Você deve usar títulos que acertem em cheio na sua necessidade; mas, também, oferecer conteúdos que vão, de fato, atender à expectativa que o título criou. Por exemplo, para uma loja de artigos esportivos: “x motivos por que seus joelhos doem ao correr” ou “como evitar o chulé nas luvas de boxe?”.

Meio

Nessa etapa, o cliente já entendeu que precisa resolver seu problema. Seguindo o nosso exemplo, ele sabe que tem de comprar um tênis melhor. Essa é a etapa da consideração, onde você deve produzir conteúdos que o informem sobre quais seriam as melhores marcas de tênis, etc.

Fundo

Aqui é o momento de você convencê-lo de que a sua loja é o melhor lugar para ele comprar o tênis. Produza conteúdos que mostrem o diferencial do seu espaço e incentivem o cliente a escolher os seus produtos. Fale, por exemplo, sobre: “x pessoas que encontraram mais do que um tênis na Loja Tal”.

Os 4 erros mais comuns

Mesmo produzindo conteúdos corretamente, como falamos, o resultado pode acabar não saindo conforme sua expectativa. Por isso, selecionamos os 4 motivos mais comuns para isso acontecer:

Errar na persona

Defina uma persona que seja a cara do seu público para percorrer toda a jornada de compra. O erro mais comum nesse caso é considerar que há uma para cada etapa do funil. Não é assim! Você deve produzir conteúdos úteis para que o interesse da persona evolua a ponto de adquirir seu produto.

Não acompanhar o lead

Produza calls to action que vão sempre direcionar o cliente da etapa em que ele está para um conteúdo da próxima etapa. Dessa forma, é possível ter uma boa conversão de usuários para leads. Além disso, é mais do que necessário você estabelecer um fluxo de nutrição de leads para poder conduzi-lo até a conversão.

Não mapear a jornada de compra

Identifique a sua persona! Para isso, faça entrevistas com clientes e entenda o porquê contrataram sua empresa, como chegaram até ela e identifique quais são as necessidades, dúvidas e expectativas sobre o produto que você tem a oferecer. A partir disso, mapeie a jornada do cliente e planeje estratégias.

Não documentar a estratégia

Tenha, ao menos, uma planilha para documentar o que está sendo feito, quais foram as mudanças, etc. Sem fazer essa documentação é como se você não tivesse um objetivo. Logo, estabeleça métricas, faça checklists para as publicações realizadas e relacione-as aos resultados que vem obtendo.

Quantidade de conteúdos para um bom funil de vendas

Essa quantidade não é definida, mas sabemos que você deve explorar o máximo de palavras-chave relacionadas ao seu tema! Não há um limite, mas sempre respeite uma periodicidade na produção.

Outra questão importante é priorizar os conteúdos de topo de funil. Isso, porque o leitor precisa descobrir que o seu produto é necessário e a maioria das pessoas da internet ainda não sabem disso. Então, faça uma quantidade muito maior, cerca de 80%, da sua produção para o topo de funil.

Sendo assim, tenha em mente que é necessário respeitar, planejar e refletir sobre as etapas do funil para ser mais assertivo na produção de conteúdos e conseguir direcionar bem cada usuário de acordo com o seu interesse.

Quer melhorar o direcionamento dos seus leads? Então, veja agora este conteúdo sobre o que é e como saber utilizar o CTA.